segunda-feira, 21 de novembro de 2011

E é assim que o aguarela-de-palavras chega ao fim. A todos os que me seguiram um gigantesco obrigada.
Prometo continuar a acompanhar-vos de perto, quem sabe até não terei um novo cantinho, mas desta vez com direito a anonimato.

Um grande beijinho e até já (:

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

E pronto..parece que tenho carta de condução :D

domingo, 13 de novembro de 2011

Arrumei há pouco o caderno onde em tempos escrevia histórias de amor. Era o caderno dos tempos em que eu não sabia o que era o amor. Melhor: sabia, sabia à minha maneira. Era o tempo do "viveram felizes para sempre" nos livro da branca de neve e da Cinderela. Era o tempo em que colava os cromos na caderneta da Barbie e achava que ela era linda. Era o tempo em que tinha todo o tempo do mundo. O tempo do "era feliz e não sabia." Era o tempo em que a casa dos avós era o meu forte, o local mais seguro do mundo. O tempo em que o baloiço do sótão me fazia achar que podia voar. Era o tempo antes de ti. Era exactamente isso, o tempo antes de ti. O tempo antes do teu sorriso e da tua segurança que, aos poucos, vai matando a minha. O tempo antes das noites mal dormidas e das esperanças afogadas nos copos de vinho tinto bebidos à lareira nas noites de geladas de Janeiro com os corações mais quentes do mundo. Era o tempo antes do meu coração ser mais frio do que qualquer uma dessas noites. Era o tempo dos gestos espontâneos, o tempo das piadas fáceis. O tempo em que o tempo não contava. O tempo em que eu não conhecia este raio deste aperto no peito. É que eu já lhe fiz as malas e já lhe abri a porta, mas não há maneira dele sair do meu coração.
"Não te deixo cair."

Já deixaste meu bem, já deixaste.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

É quase meia-noite quando abro a portada da sala que dá para o alpendre. Cheira a limão e não sei se é do amarelo do limoeiro ou do amarelo dos olhos do pequeno gato pardo que espreita, curioso, na esquina. 
Sopra a primeira brisa do Outono que anuncia, timidamente, o fim dos dias em que os risos são mais abertos, a cabeça mais livre o corpo mais leve. Respiro fundo enquanto na minha cabeça as imagens se multiplicam como se de um filme se tratasse. Olho na direcção da casa e há uma luz acesa na sala. Não, é mentira. Há uma luz acesa na NOSSA sala. Estás à volta da guitarra como um garoto à volta do brinquedo do novo.Tu à volta da guitarra e eu à tua volta enquanto conto as voltas ao mundo agradecendo-lhe, em segredo, por te ter feito entrar na minha vida em jeito de sorte grande à sexta feira à noite. Estico o pé esquerdo com o intuito de chegar até ti mas a beleza de todo aquele momento torna tal movimento demorado. As folhas do limoeiro agitam-se quando a coruja que lá mora à noite se aconchega, do mesmo modo que o meu coração se agita quando nele te aconchegas.
Acordas, por fim, do encantamento daquelas seis cordas e vens ter comigo trazendo contigo o gelado de baunilha. Puxas duas cadeiras e entre colheradas de gelado ouço-te dizer que a lua está grande. Caramba, grande és tu, o teu sorriso e o teu coração! "A lua, esteja onde estiver, nunca é maior do que o meu polegar."

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Tenho adormecido enrolada num cobertor de saudades tuas.
Ainda procuro um canto para guardar o que fica de quem não me guardou.


sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Queridos seguidores peço, desde já, desculpa por não responder aos vossos comentários que grande importância têm para mim, mas a verdade é que tenho andado ocupada. Prometo corrigir esta situação assim que for possível. Obrigada meus doces (:

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Nem sei que faça :x

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Obrigada vizinhos queridos que dividem a net comigo (:

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

"Se um dia tiveres saudades minhas e eu te falhar, não penses que não gosto de ti, lembra-te só de todas as vezes que já falhaste comigo."

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Não te culpes. Pára, a sério. Acaba com as noites passadas à volta da cama de olhos vermelhos e inchados. Acaba com os olhar distante, perdido nas mais longínquas memórias. Elas não se repetem por muito que queiras, não repetem. Acaba com os murros na parede. O que sentes já te magoa que chegue. Acaba com as culpas, desfaz-te delas no banho, é melhor. Acaba com as olheiras e o cabelo desalinhado, eras tão diferente antes! Acaba com as janelas quase sempre fechadas. Afinal tu rias tanto! Acaba com as dúvidas e caminha com a certeza que tinhas antes, aquela que usavas quando bebíamos chocolate quente e me fazias acreditar que o teu colo é o lugar mais seguro do mundo. Acaba com a história das dores de cabeça, isso não é teu e tu, querubim, não és de ninguém. Ri caramba, ri! E leva-me contigo que para mim é o que fazes melhor.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

E aprendeste a dizer "está tudo bem" com a mesma naturalidade com que ris mesmo que à noite adormeças com os olhos cheios de água e os braços à volta da almofada. Mesmo que estejas a chorar por dentro, o "está tudo bem" não te falha. Afinal já tens bem quem te falhe, não é mesmo?

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Dá vontade de espancar aquelas funcionárias da secretaria da UTAD!
E regresso hoje à Bila (:

sábado, 10 de setembro de 2011

A originalidade é uma cena que a mim me assiste por acaso (:

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Aulas de condução, aulas de violino, regresso à UTAD, orquestra.


Aguenta Ana Marta, aguenta (:

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Com o cansaço que trago ninguém diria que estou de férias.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

A modos que...ando sem inspiração nenhuma, nenhuma :S

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

"O amor é não saber onde ele está, mas saber que tem de estar bem"

Margarida Carpinteiro.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Os meus seguidores andam desaparecidos --'

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Eu sinto a tua falta p'ra caramba!
O exame de código está feito e passado (:

domingo, 28 de agosto de 2011

E é amanhã, com muitos nervos à mistura :S
Agora que já me fizeste tão bem faz o favor de não te ires embora.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A minha coragem prende-se cada vez mais com ser capaz de calar o que vai cá dentro.
Eu começo a bater mal.
O teu bem faz-me tão mal!
Às vezes pergunto-me que raio é que te deu para ainda não teres reparado que eu gosto (bem) de ti.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Deu imensa vontade de falar do que penso. Mas pronto, calei-me e deixei que a noite fosse bem bonita (:

domingo, 21 de agosto de 2011

Pois por aqui festeja-se o S. Bartolomeu :D

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Podia abalar-te com tudo o que sinto, lançar a confusão na tua cabeça, pôr fim às noites tranquilas. Eu podia beijar-te de surpresa, fazer-te tremer, entrar na tua vida sem pedir autorização. Podia dar-te a mão sem aviso prévio ou falar-te do quanto, o pouco que de ti tenho, me faz bem. Podia beijar-te a testa e segredar-te ao ouvido o que sinto e deixar-te à porta de casa às 4 da manhã ou então não te deixar. Eu podia ouvir-te os medos e admirar a forma simples como falas das coisas complexas. Podia sossegar-te a alma ou então sair contigo para jantar, dançar,viver. Podia falar-te de amibas e paramécias e deitar-me no teu colo e achar que é o lugar mais seguro do mundo. Podia ensinar-te o prazer de ler e apertar-te a mão e rir e rir e rir e gostar de ti. E gostar muito de ti. Podia dançar pela casa e puxar-te pelo braço e ouvir-te dizer que fazes os melhores ovos estrelados do mundo. Podia deitar-me contigo na relva e deslizar o meu dedo indicador pela tua barriga delineando, em segredo, o projecto de todos os dias felizes que viveríamos. Podia ouvir-te dizer que eu nunca mais saio do banho e dizeres que não vais esperar mais e que tomas banho comigo. Podia deitar-te no meu colo e afastar-te o cabelo da cara enquanto espero que o chá aqueça. Podia ouvir-te falar dos tempos menos fáceis e dizer-te que vai correr tudo bem. Podia ficar de lágrima no canto do olho nos poucos dias em que estivesses fora e correr para ti até ao jardim e saltar-te para o colo assim que ouvisse a buzina do carro, deixando o chá a esfriar e o livro da Margarida Rebelo Pinto aberto ao acaso no sofá. Nessa altura também podia olhar perplexa os teus olhos complexos de pessoa simples e pensar no quão generosa a vida tinha sido comigo e podia rir, parar, voltar a rir e desejar que a vida nunca se esgotasse. E podia ver futebol e ouvir-te falar das jogadas e reclamar com o árbitro e rires-te da minha eterna dúvida do "fora-de-jogo". E, quem sabe, podia também num desses ditos dias, repetir-te baixinho ao ouvido que te amava, ver-te sorrir e sentir-me plena, cheia, feliz.


Só que eu olho para o teu sorriso aberto e penso que já és suficientemente feliz e que não, eu não posso.

Grey's Anatomy

"Meredith: There is a reason I said I'd be happy alone. It wasnt because I thought I would be happy alone. It was because I thought if I loved someone and then it fell apart, I might not make it. It's easier to be alone. Because what if you learn that you need love? And then you don't have it. What if you like it? And lean on it? What if you shape your life around it? And then it falls apart? Can you even survive that kind of pain? Losing love is like organ damage. It's like dying. The only difference is, death ends. This? It could go on forever . . ."
É verdade. Custa, mas é verdade.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

"Mas se achar a quem procuro, minha mãe não volto mais" (:
É que ao teu lado eu sou, inevitavelmente e de todas as formas, pequena.
E parece que marquei exame de código.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

"Esse turu turu turu aqui dentro
Que faz turu turu quando você passa
Meu olhar decora cada movimento
Até seu sorriso me deixa sem graça"

domingo, 14 de agosto de 2011

Cheguei a bocadinho do fim-de-semana passado no Algarve e devo dizer que foi bonito bonito :D

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Pode sempre haver tempo para me dares a mão mais um bocadinho. Por mim pode ser antes de "um dia destes" e tu...que me dizes?
"Quanto mais eu fujo mais tu fazes sentido."

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Amanhã à noite? Algarve (:
Mas não, não são férias xD

É que nem te lembres de tentar morrer outra vez!
A blogosfera é de facto um mundo incrível mas às vezes fico a pensar que aqui deve haver muita gente rica :O

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Há dias em que as gavetas não fecham, o calor nos incomoda e não há peça de roupa que nos fique bem. Há dias que são cheios do passado, de histórias mal resolvidas, de portas entreabertas. Há dias em que o melhor que nos pode acontecer é adormecermos, dias em que as vozes nos irritam e a cama é a nossa melhor amiga. Há dias em que se recordam os projectos falhados e se guardam os despojos das guerras interiores, dias em que as lágrimas ficam só coração e não são exteriorizadas. Há dias em que todos os abraços do mundo não chegam, dias em que da boca poucas palavras saem. Há dias em que o mundo nos cai em cima e todos são melhores e mais bonitos do que nós. Há dias em que não somos capazes, simplesmente não somos capazes e não aguentamos a felicidade dos outros à nossa volta. Dias em que nada nos motiva, nem mesmo aquela viagem esperada há tanto tempo. Há dias em que a palavra com mais sentido no dicionário é "impossível", dias em que queremos ir embora mesmo que a maior vontade tenha sido ficar a vida toda. Dias em que não queremos gelados nem crepes e muito menos banhos de mar. Há dias de mágoa na voz e alma pesada.Há dias em que um dia é muito tempo. Há dias assim.
Não: hoje é um dia não :S
Já penso nos dias em que não te vou ver.

Espero que gostem (:

Acordou com os pés de fora hoje.

terça-feira, 9 de agosto de 2011


Tenho um destes...e parece que está a fazer sucesso entre os violinistas baionenses (:

segunda-feira, 8 de agosto de 2011


Eu acho que este garoto tem um ar mesmo adorável (:
Está de volta a Baião (:

domingo, 7 de agosto de 2011

Era assim um sinal se faz favor!

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Da Nazaré tenho a dizer o seguinte: os nadadores salvadores são jeitosos (pelo menos os 2 que eu vi) e o rapazinho do bar onde costumo ir tem um sorriso bem fofinho (:
Gosto de pensar que um dia terei o privilegio de te ouvir falar da vida (:

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

"E olhei-o de longe
E mirei-o de perto"
"Se o amor é cego, o negócio é apalpar" xD

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Conto ansiosamente os dias para me ir embora.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Há coisas que podiam desaparecer juntamente com a água da banheira.
Aceitam-se sugestões para melhorar o meu humor --'
Temos pena se eu não gosto assim tanto de praia.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

"quem sabe o amor virá sentar-se a meu lado e com a maior cara de sapo me chamar de princesa"
Hoje escrevo-vos da Nazaré...e muito mal-disposta por sinal.

domingo, 31 de julho de 2011

Nem imaginas o bem que me fazes. E vais continuar sem saber.
Só posso ter paciência e esperar que a vida faça o resto.

A sério que acho piada xD

sexta-feira, 29 de julho de 2011

"But I believe in music...the way that some people believe in fairy tales"

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Tenho saudades tuas e não, não é a mesma coisa dizer que sinto a tua falta.
Tarefa semanal que me irrita profundamente: lavar o traje do rancho --'
Quando é que eu acho que tudo mudou? Quando dou por mim a desejar que os dias passem.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

"Tá no jeito de olhar"

terça-feira, 26 de julho de 2011

E fui jantar fora com a mãezinha e o paizinho que hoje a mãezinha fez anos. E foi bom, bom (:
Dias em que nem dá vontade de sair da cama --'

segunda-feira, 25 de julho de 2011

"Lula Molusco: Você está horrível com essa peruca Bob Esponja!
Bob Esponja: Mas eu me sinto bonito, e é isso que importa…"
Escrevi assim à Filipa, aqui há uns tempos:



Eu acredito e espero que a única razão para sermos felizes um dia destes nos vai ligar a dizer que estamos invariavelmente atrasadas para o café que tínhamos combinado e que não vale a pena passarmos nem mais um minuto ao espelho porque estaremos bonitas de qualquer das maneiras e que até podíamos sair de casa de fato-de-treino. Eu acredito e espero que a única razão para sermos felizes nos vai deixar adormecer no seu colo e não lhe irá ocorrer por um segundo a ideia de nos acordar e vai preferir ficar calado e sorrir enquanto pensa que nós fomos a melhor coisa que lhe podia ter acontecido. Eu acredito e espero que a única razão para sermos felizes terá o dom de converter uma tarde passada a ver um filme bem mais atractiva que qualquer festa. Eu acredito e espero que a única razão para sermos felizes um dia nos bate a porta as 5 da manha só porque decidiu que quer ver o nascer do sol ao nosso lado. Eu acredito e espero que a única razão para sermos felizes vai rir muitas vezes antes de adormecer, quando se lembrar das nossas idiotices e do desastre que somos a jogar futebol. Eu acredito e espero que a única razão para sermos felizes um dia se vai virar para os pais e para os amigos e dizer "é aquela". Eu espero e acredito (:



"Proibiram a heroína, mas esqueceram-se de ti"
É tempo de deixar a cabeça regressar à Terra.

domingo, 24 de julho de 2011

"Ele vai rir-se quando lhe contar que um dia quis dar-lhe o mundo."

sábado, 23 de julho de 2011

E pronto...foi ontem à noite que matei saudades da cuba-livre (:

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Regras do selo:

1) Dizer quem te presenteou :a miuda do puff laranja (http://amiudadopufflaranja.blogspot.com) , a quem agradeço desde já acrescentando que tem um cantinho que vale mesmo a pena visitar (:

2) Partilhar sete coisas sobre mim:Negrito

1- Tenho um medo avassalador de galinhas, particularmente das patas das mesmas.

2- Sou quase quase bióloga e estou muito feliz com isso.

3- Adoro violino, toco há 4 aninhos.

4- Danço no Rancho Folclórico de Baião e para mim aquilo já é uma segunda casa.

5- Tal como quem me passou este selinho também não morro de amores por praia.

6- Tenho saudades de uma bela cuba-livre, da gelataria carioca (:

7- Não gosto que me apertem o pescoço.


3) Enviar este selinho:

Ora bem este selinho estará disponível para todos os meus seguidores, que levam também um grande beijinho.


Pois que aqui a menina decidiu ir ver qual era o final da telenovela "Araguaia".
Estou furiosa!

quarta-feira, 20 de julho de 2011

A pele na pele de quem me quer bem.
"Chega um momento que é mais do que um jogo e aí ou dás um passo pra frente, ou dás as costas e vais embora. Eu poderia desistir, mas aí é que está: eu adoro o campo onde jogo."

Meredith Grey


É este o problema.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Diz o coração: "Se não tentares nunca saberás."
Diz a cabeça: "Vai embora antes que doa muito."
E talvez seja tempo de arrumar tudo isto que provavelmente não passará de um delírio meu.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

" Amo a liberdade, por isso as coisas que amo deixo-as livres. Se voltarem é porque as conquistei Se não voltarem é porque nunca as tive . "

domingo, 17 de julho de 2011

O que eu gosto de falar contigo pequeno Rei.
Há dias que nos fazem bem e ontem foi um deles.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Percebemos que se calhar ate gostamos quando vimos essa pessoa com outra e pronto: puff.
Foi como um murro no estômago.
A visão desta tarde foi a vida a dizer-me que isto não tem pernas para andar. E pronto. Já entendi.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Sinto-me como se fosse a outra, a que está a tentar ser feliz à custa da infelicidade de alguém. E acreditem que não é algo bom de se sentir.

terça-feira, 12 de julho de 2011

"Há mil razões para sorrir, só uma para ser feliz."
"Não tenho forças que me levem daqui, deitaste-me um encanto,"
Tenho saudades dos tempos dos textos longos e bonitos. Tenho saudades dos textos cheios de mim.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

"É a nossa alma a desatar.
A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende."

domingo, 10 de julho de 2011

Tens cara de amor-perfeito.
Tens cara de amor-perfeito.
É como se ninguém me entendesse.
É tudo muito bonito até que começamos a perceber que é impossível --'

sábado, 9 de julho de 2011

Estou mal-disposta hoje e pronto: fim de história.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

"E eis-me preso à memória escura dos teus olhos, dos teus passos saltitantes, da tua alegria convicta que a partir de certa altura começou a açucarar demasiado a minha vida. Não consigo concentrar-me. Passo os dias com os olhos sobre as letras dos livros que tenho de ler e não consigo entrar neles."

Inês Pedrosa.
E até já dou por mim a desejar que o tempo passe.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Até me podem chamar de louca, mas provavelmente eu não vou ouvir (:
Tenho a comunicar que fiz todas as cadeiras este semestre e que estou muito feliz e que sou quase quase bióloga (:

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Há coisas que me irritam profundamente.
"E quando fores Rei, serei eu a tua Rainha"

terça-feira, 5 de julho de 2011

A sério que queria muito falar contigo e a sério que não o posso fazer.
Vou só ali afogar-me no código da estrada --'
Estarei a enganar-me a mim própria?

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Em que é que pensas antes de dormir?
Obviamente que me farás feliz e eu a ti. Obviamente que sentirás imenso a minha falta. Obviamente que isto tudo irá acontecer...tu é que ainda não sabes xD
Que impasse --'
"Se você sente algo, diga… É difícil se abrir?"
"Mas hoje, só hoje, leva-me para onde vais"

domingo, 3 de julho de 2011

"Foi bem merecido", diz-me o professor antes de entregar o diploma.
Violino? Sempre!
Faz-me a vontade e vamos passar o resto do Verão deitados na areia da praia (:



"O meu riso é tão feliz contigo"

sexta-feira, 1 de julho de 2011

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Sabes a manhã de Verão, daquelas em que acordo cedo e sorrio ainda com muito sono. E não posso escrever a palavra "sorrir" sem me lembrar de ti. Sorris sempre timidamente e também é timidamente que os meus olhos se vão perdendo nos teus.
Embora não o saibas és a minha lufada de ar fresco, e só pelo facto de me fazeres rir, isto já valeu a pena. É estranho, estúpido, insensato e louco mas de repente tudo o que queremos está ali, naquela pessoa. Nem mais nem menos. É aquela pessoa. E não adiantava que aparecesse o Brad Pitt e me implorasse que casasse com ele. Não seria aquela pessoa. Porque o Brad Pitt não tem ar de miúdo que joga à bola e vai a pé para o liceu, não sabe rir timidamente e já sabe demasiado do mundo, ao contrário de ti. Tu ainda não sabes nada. Nem de mim sabes. Portanto, tu ainda não sabes nada.
Há quem diga que ficamos bem juntos (:
Sentir falta.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

"Mas quero que saibas que quando não tiveres forças para estar com mais ninguém, podes sempre vir ter comigo e descansar nas minhas histórias, mesmo que o tempo me esbata os sonhos e me roube os ideais."
"i wish i knew if you need me too. i'll be by your side, forever."
Primeiro preciso de entender se tudo isto vale a pena. Porque depois tudo será irreversível.

terça-feira, 28 de junho de 2011

"Mas que importa se me roubas o sono!? É acordada que sonho contigo..."
Tu gostas de uma pessoa. Essa pessoa tem outra pessoa. Há pessoas a mais.
Há mais alguém.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

"O tipo certo de errado"
É que eu posso gostar de ti. É que eu posso deitar tudo a perder.
Parece que estou de férias (:

sábado, 25 de junho de 2011

Eu farta, cansada, de olhos vermelhos. Estou farta. Juro que estou farta. E isto tudo para nada. Até aposto que me vai correr horrorosamente mal.
Coisas que me fazem muito bem (:

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Não aguento mais :(

quarta-feira, 22 de junho de 2011


Ahahahahhaha!
Será que vale a pena correr atrás?

terça-feira, 21 de junho de 2011

Biologia das Adaptações em Vertebrados: Feita :D
Venha Fisiologia Vegetal (:

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Vou escrever uma coisa bonita. Vou escrever que, de certo modo, gosto de ti.
E o exame de vertebrados já foi. Venha fisiologia vegetal --'

sábado, 18 de junho de 2011

Está a stressar que é uma coisa louca!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Exame de vertebrados segunda e a sensação de que não sei nadinha --'

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Não tenho a mínima vontade de estudar --'
Às vezes, basta um olhar cruzado que nenhum dos dois deixa cair, um leve acenar de cabeça, um sorriso que mais ninguém vê; eu, deste lado da vida, a olhar para ti enquanto passas à minha frente e tu a baixar os olhos como quem quer responder mas não pode, como quem quer estar ali mas não o deixam. É tudo muito rápido, fulminante, assustador. Acontece num centésimo de segundo e pode cair-nos em cima como um raio, um furacão ou uma catástrofe natural. Qualquer coisa que altera para sempre a realidade, que nos faz olhar para os mesmo locais de sempre com outros olhos, porque foi ali que nos conhecemos, nos cruzámos e nos encontrámos.
A cabeça é virada várias vezes na almofada durante a noite. Fecho os olhos e lá estás tu e esta confusão na minha cabeça que tem tornado os dias bem mais longos que o habitual. É demasiado estranho pensar que de repente o que queremos está ali, naquela pessoa.
Talvez seja só a pessoa certa no momento errado.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Eu e ele temos tudo para dar errado.
E é tanta a confusão cá dentro que eu fico com vontade de chorar.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Se antes de cada acto nosso nos puséssemos a prever todas as consequências dele, a pensar nelas a sério, primeiro as imediatas, depois as prováveis, depois as possíveis, depois as imagináveis, não chegaríamos sequer a mover-nos de onde o primeiro pensamento nos tivesse feito parar." -



José Saramago.

É exactamente isto.
Primeiro estranha-se, depois entranha-se. E depois dá medo.

domingo, 12 de junho de 2011

Pois é (: Aqui a garota hoje faz 21 anos. E é tão bom viver :D

sábado, 11 de junho de 2011

Já agarrei só porque me apeteceu...e fui agarrada.

E fiquei a pensar nisso.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Um dia falo-vos sobre o quão "divertido" é escrever um artigo científico.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Não...isto não está nada bem.
Acho que não duro até ao fim do mês --'

terça-feira, 7 de junho de 2011

Eu gosto mesmo de brincar com o fogo. E continuo a achar piada XD

segunda-feira, 6 de junho de 2011


É que não há mesmo a mínima vontade para estudar --'

domingo, 5 de junho de 2011

"A vida sempre continua"

sábado, 4 de junho de 2011

Foi uma noite linda :D

sexta-feira, 3 de junho de 2011

O prémio é para a Sofia: eu enganei-me.
Desculpa Sofia. Ai como a minha cabeça anda xD

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Ora bem, a Roxanne decidiu mimar-me e eu agradeço-lhe muito, de coração. É sempre agradável sabermos que alguém se interessa pelo meu cantinho. Agora é a minha vez de o passar a 6 blogueiros. São então os seguintes:

Beatriz:tem um blog que me faz sempre ficar com um sorriso na cara.
Sandra: porque ainda está a começar e eu espero que este prémio sirva de motivação.
Filipa: é a pessoa que recebe as minhas mensagens as tantas da manhã com as histórias mais hilariantes (:
Joana Margarida: que o primeiro post desse blog seja o início de muitos.
Noir: É avizinha de Amarante e tem um doce de blog.
Nuno: Eu sei que ele não vai ligar nenhuma, mas é um porreiro.
Meus docinhos de seguidores, vamos lá a saber: amanhã quem vai à festa da rádio renascença? Hum?
Às vezes penso que há coisas que não valem a pena o esforço.

terça-feira, 31 de maio de 2011

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Há pessoas que são extremamente nossas amigas...até ao dia em que precisamos de alguma coisa séria. Enfim.
Eu até me irritava...se conseguisse :x

sábado, 28 de maio de 2011

"Adoro" aquelas pessoas que só me conhecem às vezes. Um dia destes conto-lhes uma história. Ai conto, conto --'
Como é que se estuda quando se está a cair de cansaço?

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Não minha gente, eu não morri xD Continuo aqui vivinha e a ventilar muito bem (:
É que esta semana eu: fiz duas frequencias, um mini-teste, apresentação de um poster e até tive tempo para ter uma dor de dentes que me fez chorar baba e ranho e fazer mais umas viagens que o esperado.


Eu sei que é caso para estarem com inveja!
Tenho a dizer que estou na Rodonorte à esperinha de ir até Amarante.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

segunda-feira, 23 de maio de 2011

"Além de não saber como fazer p'ra ter um jeito meu de me mostrar"

domingo, 22 de maio de 2011

Respirar fundo e acreditar que vai correr tudo bem. Porque afinal eu concordo com o meu primo (irmão): "eu tenho a alma do meu avô a pedir por mim ao Senhor."


Que saudades.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Eu estou cansada. E não, não é só porque me tenho deitado tarde e acordado cedo. Eu estou cansada de ter de tomar conta de um monte de coisas. Estou cansada de não ver os meus amigos de Baião e de não lhes relembrar o quanto gosto deles. Estou cansada de pensar no que é que vou fazer ao almoço e ao jantar. Estou cansada de ter horários para tudo. Estou cansada de ser responsável. Estou cansada de falhar. Estou cansada de dizer que está tudo bem. Eu estou cansada.
Vou ali ver o último episódio e já volto (:

Eu quero, porque quero, caracóis no cabelo.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

O que é meu não me escapa.
Há dias em que era melhor não sair da cama. O mundo é um lugar muito estranho!

domingo, 15 de maio de 2011

Medo.

sábado, 14 de maio de 2011

Uma grande onda de desânimo --'

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Chamem-me o que quiserem mas há coisas que eu NÃO gosto de emprestar.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Preciso urgentemente de esvaziar a cabeça de uma série de coisas estúpidas para me dedicar fortemente à genética molecular. Torçam por mim sim? (:

terça-feira, 10 de maio de 2011

"Hugging people taller than you"


Eu adoro fazer isto (:
Caros seguidores: o rancho folclórico do qual eu faço parte (Rancho Folclórico de Baião) acabou de estar na rtp1, no Portugal no coração (:

Se puderem votar em nós eu agradecia muito: 760 100 002 (:

Podem votar até à meia-noite.

Um grande beijinho e obrigada (:

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Estou muito atenta à aula de Fisiologia Vegetal como podem ver xD

sábado, 7 de maio de 2011

Acabei agora de ver o episódio. E achei esta cena linda :D
Vai ser um sábado de tanto trabalho :S

Ai UTAD o que tu me fazes.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

"Reajo a esse incomodo olhar
Nem quero acreditar
Que vem na minha direcção
Há dias que estou a reparar
Nem queres disfarçar
Roubas a minha atenção
Aprecio o teu dom de tornar
Num clique o meu falar
Numa total confusão
Confesso que só de imaginar
Que te vou encontrar
Me sobe à boca o coração"
...

O que eu gosto desta música (:

Cada vez tenho mais medo de me rir por tua causa.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Há pessoas que são amigos mais ou menos, que me conhecem mais ou menos, que me falam mais ou menos. Eu não sabia é que também eram pessoas mais ou menos.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

"-Se queres um amigo, prende-me a ti!
-E o que é que é preciso fazer?- perguntou o principezinho.
- É preciso muita paciência."
9:30 da manhã, bar do Geo, UTAD.
Há que dar os últimos retoques no trabalho de vertebrados.


Eu merecia era tipo tar em Londres a esta hora. Mas pronto --'

terça-feira, 3 de maio de 2011

Hoje lembra-te de mim e manda-me uma mensagem (:

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Assim exactamente como é. Não mais que isso. Assim.

domingo, 1 de maio de 2011

"A culpa é minha e eu ponho em quem eu quiser"



Eu sou mesmo uma pessoa assim xD
Não me apetece minimamente regressar a Vila Real --'

sábado, 30 de abril de 2011


Quero uma tatuagem assim (:

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Pessoas que nos fazem sorrir (:

quinta-feira, 28 de abril de 2011

E são os sonhos, os projectos, as ambições, o querer ir sempre mais e mais longe, o desejo de conjugar o verbo "conseguir".
E depois é o medo. O medo de não conseguir, de não estar à altura. O medo de não ser suficientemente boa.
Meus caros seguidores devo dizer que estou a pensar em acabar com este cantinho e em criar um outro. Já não posso escrever aqui o que realmente me passa pela cabeça. E não, não gosto nada disso.
E foi uma noite de compras bem bonita xD

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Há dias em que o sentir a brisa de fim de tarde a tocar-me o rosto me faz sorrir (:
Tudors!
Devo dizer que adoro esta série (:

sexta-feira, 22 de abril de 2011

-Porque é que guardas os sonhos no bolso?
-Já não me cabem no peito.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Odeio que as pessoas não cumpram com o que prometem.

E pronto, estou de birra hoje.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

"Para ele, desde que a pila ande distraída, tudo bem." MRP

Esta Margarida Rebelo Pinto diz coisas tão acertadas. Abençoada mulher!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Estão a ver assim um cabelo comprido com caracóis aqui e ali? Pronto eu matei o meu xD

segunda-feira, 18 de abril de 2011

"Passaram vinte anos, tanto, tão pouco. Estou ainda a ver-te sentada na cadeira de braços junto ao fogão, é uma tarde de Junho, ouvem-se os melros no jardim, pela porta aberta da varanda entre o cheiro de rosas recém-desabrochadas. Estás sentada e olhas-me com os teus olhos muito azuis, não dizes nada, só eles falam, só eles entre nós dirão o nunca dito. Sabes que tenho de partir, apetece-te chorar mas não choras, dentro em pouco virão chamar-nos para jantar, ouve-se já lá em cima o vaivém entre a cozinha e a sala, há uma aceleração dentro de ti, vê-se no teu arfar, este momento é único,irrepetível, é agora ou nunca, esperas que diga mas eu não digo, nem é preciso, para quê palavras, os olhos disseram tudo. Tu sabes e eu sei, basta estender uma mão para colher-te, somos um do outro como nunca ninguém foi, estamos um no outro como nunca ninguém esteve, não foi preciso entrar em ti, nem sequer nos tocámos, durante um breve instante não somos dois somos um, fundidos na corrente do olhar e do ser, há um rio subterrâneo que nos sobe até à garganta, se morrêssemos agora seríamos eternos, nunca estivemos tão perto, nunca estivemos tão longe, passaram vinte anos, tanto, tão pouco."


Palavras para quê? Eu adoro este excerto (:

Manuel Alegre, O Homem do País Azul

domingo, 17 de abril de 2011

"Acho tanta piada a certos “casalinhos”. Aqueles que têm demonstrações públicas de afecto, que propalam o seu “amor” aos quatro ventos, ignorando que patenteiam dessa forma a mais básica demonstração psicanalítica de insegurança. Rio às gargalhadas com as meninas que julgam ter a relação perpétua e desleixam as suas já negligenciadas dobras com uns doces que devoram com um sorriso. Acho graça aos meninos que julgam ter a menina segura e a olvidam noite após noite com os “desportos” com os amigos. Acho piada às meninas que julgam ter os meninos para sempre, quando os mesmos desviam o olhar e a mente após a passagem de uma moçoila que sabe cuidar da sua saúde física. Gracejo com os parvalhões que ignoram o formato de pêra do seu corpo, ainda encontrando tempo para perder mais tempo com a ambição de carreira e menos com a companheira ávida por seus afectos. Sabem porque é que as histórias de amor têm finais felizes? Porque acabam demasiado depressa. Acabam sempre com um beijo. Nunca se acompanham os conflitos que surgem depois… a vida!

Contudo, numa microscópica percentagem de todas as relações universais lá surge um casal com uma perfeição etérea. Alguém que apesar de já levar anos e anos de interacção ainda mantém uma chama perceptivelmente intensa quando cruzam o olhar. Dois seres que trocam cada beijo como se fosse o primeiro e o último das suas vidas.

Já trocaram um beijo como mera formalidade? Só beijar por beijar? Das duas, uma: Ou o vosso relacionamento está por semanas, ou irão enfrentar uma vida de fachada e infelicidade onde fechar os olhos a traições será o menos doloroso dos momentos."



Não faço a mínima ideia da autoria, mas isto tinha mesmo que estar no meu blog :D

sábado, 16 de abril de 2011

Dias em que não faz sol apenas lá fora, mas também aqui dentro (L).
E ainda bem que há dias assim (:

sexta-feira, 15 de abril de 2011

É muito bom estar de novo em BAIÃO :D

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Bem, fazendo o balanço destes últimos dias devo dizer que esta Queima foi LINDA (:
Obrigada a todos os que dividiram estes dias e estas noites comigo, aos que fizeram "muhhhh", aos que cantaram a música do Emanuel, aos que atiraram água durante o cortejo, aos que me fizeram rir :D

E só de pensar que pro ano é a última o coração fica logo apertadinho. Até ao ano Queima (:

terça-feira, 12 de abril de 2011

" Não podia deixar de pensar nele. Agora sabia mesmo o que era a dor. Dor não era apanhar de desmaiar. Não era cortar o pé com caco de vidro e levar pontos na farmácia. Dor era aquilo, que doía o coração todinho, que a gente tinha que morrer com ela, sem poder contar para ninguém o segredo. Dor que dava desânimo nos braços, na cabeça, até na vontade de virar a cabeça no travesseiro."

"Meu pé de Laranja Lima"
"Eu não vou mais chegar perto de você, porque esse amor que eu sinto só me fez mal. Agora, sai daqui (L) por favor!"

domingo, 10 de abril de 2011

Já não peço para "adormecer e acordar com um coração novo." Se fosse o mesmo, mas remendado, eu já ia ficar muito feliz!

Entendo agora a importância de guardarmos cada momento na memória e no coração. É que, simplesmente, podem não voltar a acontecer.

E enquanto esperava
No fundo da rua
Pensava em ti
E em que sorte era a tua
Quero-te tanto
Quero-te tanto



Ver Xutos na Queima, cantar esta música o mais alto que podia e pensar, apenas, em ti.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

A praça da câmara cheia de gente, todos de preto e bastou-me olhar para trás para te encontrar.


Coisas que ficam na cabeça antes de adormecer.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Os meus olhos dizem que estou cansada. Que preciso (muito) do colo da minha mãe e do abraço do meu pai. Dizem que se enchem vezes de mais com água. Os meus olhos dizem que fazes falta e que já estão cansados de olhar para a porta entreaberta. Os meus olhos, sabes os meus olhos castanhos, já não aguentam não conseguir fechar enquanto a noite corre, tão longa. Os meus olhos têm saudades de rir. Os meus olhos castanhos, já não são só castanhos. Sabes os meus olhos, sim os meus olhos castanhos, agora são castanho-vazio e antes eram castanho-alegria.
Mas não, tu não sabes. Tu não sabes nada dos meus olhos, dos meus olhos castanhos. Das poucas vezes em que te achei por lá perdido não sabias nada. Eles muito te diziam, mas tu não sabias nada. Tu não sabias nada. Tu, que não tens uns olhos castanho-vazio nem castanho-alegria.


E o que é que dizem os teus olhos?
Ainda que não te veja há muito tempo encontro-te todas as noites antes de dormir.

domingo, 3 de abril de 2011

Odeio não ser capaz, não estar à altura, desistir.

sábado, 2 de abril de 2011


Uma noite de violino é sempre uma noite bonita.
Um toque de música na Feira do Fumeiro e do Cozido à Portuguesa em Baião (:

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Biologia das Adaptações em Vertebrados quem é que te fez assim tão chatinha? Hum?

quinta-feira, 31 de março de 2011


Calar a minha MAIOR vontade o tempo todo. Já imaginas-te como seria viveres assim?

terça-feira, 29 de março de 2011

Eu tinha que pôr esta foto aqui. Mas é que tinha mesmo.
Deu-me dois beijinhos e tudo. Ai ai xD

Tal e qual!

domingo, 27 de março de 2011

Um dia menos bom, uma enorme falta de vontade de estudar, frequência amanhã.
Prognóstico: amanhã terei um dia ainda pior!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Ponto final

quinta-feira, 24 de março de 2011

Dito de uma forma muito simples: vou só ali ficar com os olhos cheios de água, dormir e acordar amanhã como se nada tivesse acontecido.

segunda-feira, 14 de março de 2011


Devo dizer que se ficasses comigo te encheria de abraços todos os dias (:

Li por aí algo assim e achei mesmo docinho.

sexta-feira, 11 de março de 2011


"Eu hei-de ir a tua casa,
E dizer tudo o que sinto,
Dizer toda a verdade,
Desta vez juro não minto.

Segredar ao teu ouvido,
O que tenho para te dar,
Envolver-te num abraço,
Ver o dia madrugar..."

quinta-feira, 10 de março de 2011


"- Vejo que estás muito cansada."
"-Vês muito pouco então."

quarta-feira, 2 de março de 2011

E uma vida não te chegou. E agora tens outra dentro de mim.

terça-feira, 1 de março de 2011


É disto, figuras tristes e eu não andar no meu estado normal!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011



It's a quarter after one, I'm all alone and I need you now.
I said I wouldn't call but I lost all control and I need you now.
And I don't know how I can do without, I just need you now.


É isto: antes de adormecer e depois de acordar. É sempre isto quando respiro, quando corro, quando saio, quando chego. E depois rio. Mas continua a ser isto.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011


Dá-me um abraço fica por perto

Neste aperto tão pouco espaço

Não quero mais nada, só o silêncio

Do teu abraço


Adicionar imagem

Caso o mundo esteja para me cair em cima, eu gostaria de ser avisada com a devida antecedência.
Obrigada.